Pesquisar por

Eu queria estar no lugar dela

Eu sinto inveja de quem ocupa o meu lugar. Há três meses que eu sinto essa falta no coração e me aperta ainda mais saber que você não sente essa mesma falta. Eu já fui substituída. Uma mulher de cabelos longos e loiros conquistou o meu posto, o olhar que te admira diariamente foi substituído de um castanho claro para um azul esverdeado. A poltrona azul da sua sala, que nunca combinou com todo o resto da decoração, foi ocupada por outra mulher.

A troca foi rápida. Em um desentendimento que parecia pra mim ser só mais uma de nossas brigas bobas, ganhou uma proporção maior do que eu imaginaria. Nos separamos e assim ficamos. E assim estamos. Mas rapidamente nas redes sociais uma nova marcação apareceu de forma recorrente em sua roda de amigos, até que essas fotos foram reduzidas apenas para vocês dois na imagem.

Hoje é ela quem acaricia o seu cachorro, esse que pegamos juntos em uma feira de adoção, escolhendo que parecia mais agitado e brincalhão de todos, o que rapidamente pulou em nossas pernas aclamando por carinho. Hoje é ela quem come as deliciosas panquecas de queijo da sua mãe feitas com aquele molho secreto que ela nunca quis me passar a receita só para que nós voltássemos lá sempre que ela preparasse esse jantar. Hoje é ela quem te ajuda a tirar os pequenos fios brancos de seu cabelo negro que estão começando a aparecer e que ríamos a cada vez que você relutava em tirá-los dizendo que nasceriam mais outros sete no lugar. Hoje é ela quem segura a sua mão passeando no shopping e tem que fazer rápidas paradas em todas as lojas que comercializam relógios.

Eu queria estar no lugar dela. Queria que fosse eu te mandando uma rápida mensagem de texto dizendo que sinto a sua falta durante o dia – eu realmente queria mandá-la agora mesmo, mas eu sei que não obteria qualquer resposta sua. Queria que fosse eu recebendo seu beijo de boa noite na testa dizendo que era um sinal de respeito e carinho. Queria que, novamente, nós pudéssemos programar mais uma de nossas viagens anuais como sempre fazíamos cada vez que nossas férias juntas aproximavam-se e, como revezávamos, essa seria a minha vez de escolher o destino, o que provavelmente é ela quem decidirá agora.

Eu fui substituída, hoje alguém que não sou eu está ao seu lado, sorrindo como eu sempre sorri por ter um homem tão especial como você. Como eu fui sortuda em poder passar esses anos ao seu lado e, talvez, como eu fui burra em deixar você escapar. Saber que não tem mais volta, dói. Saber que tem alguém contigo que esteja te proporcionando momentos incríveis como eu tentei fazer, dói ainda mais. Como eu queria poder voltar atrás, mudar o rumo da nossa conversa, não deixar que o destino partisse para esse caminho. Eu sinto sua falta. Eu queria estar no lugar dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *