Pesquisar por

Ele quer que eu me pareça com outra pessoa

Eu sempre fui uma mulher muito confiante. Eu sempre fui de passar alguns minutos admirando como eu estava bonita antes de sair para um balada ou para um jantar. Sempre fui de passar um tempo no espelho reparando como o vestido preto que eu havia acabado de comprar tinha caído bem em mim. Meu corpo tinha curvas, eu não era nem magra ou gorda, mas me amava exatamente do jeito que eu era, com cada pequeno detalhe ou defeito. Até que eu o conheci.

Nos primeiros encontros, ganhei alguns elogios sobre o meu penteado ou até mesmo sobre a cor das minhas unhas, mas com o passar do tempo esses elogios foram tornando-se cada vez mais raros, cada vez mais difíceis de se conseguir, até que passaram a tornar-se ofensas e críticas que ele fazia constantemente sobre qualquer coisa no meu visual. Ele encontrava qualquer desculpa para falar que eu deveria mudar alguma coisa para ficar mais bonita, para parecer mais simpática, para aparentar mais séria no dia-a-dia no trabalho e até mesmo para não parecer tão vulgar – palavra que saiu de sua própria boca – em uma balada qualquer que iríamos juntos.

O começo das reclamações foi sobre minha saia preferida. Uma saia preta com detalhes prateados na frente, quando estávamos prestes a sair para o aniversário da minha melhor amiga. O comentário me atacou “Você não acha que essa saia está muito curta? Está parecendo uma… vagabunda”. Aquelas palavras destruíram toda a auto-estima que eu estaria sentindo naquele momento, foi por água abaixo todas as horas que passei me arrumando e crente que eu teria uma noite maravilhosa e tranquila. Depois desse dia, sempre que pensava em colocar aquela saia novamente para sairmos, vinha o mesmo comentário na cabeça, eu olhava pra ela fixamente e não conseguia mais colocá-la para que eu não precisasse ouvir ofensas novamente.

Desde então, as críticas foram tornando-se mais constantes. Ele não aprovava qualquer cor de sombra que eu passasse nos olhos, alegando que não estaria de acordo com a roupa ou local. Todos os tons de batons que eu tinha eram extremos, ou pareciam vulgares demais por serem chamativos, ou eram muito opacos e me deixavam apagada, parecendo que eu tinha alguns anos a mais de idade. Os novos cortes de cabelo que eu faria nunca eram dignos de elogios, pelo contrário, ele sempre dizia que a cabeleireira havia feito algo estranho, que estava torto, que não combinava tanto com o formato do meu rosto ou que fazia com que minha pequena pinta na testa aparecesse mais do que deveria.

Ele quer que eu me pareça com outra pessoa. Eu que era tão satisfeita comigo mesma, da maneira que sempre fui, não me sentia mais confiante. Ele queria me mudar completamente. Queria que eu fizesse as coisas do jeito dele e, talvez, mesmo assim não seria o suficiente. E em meio as constantes críticas, fui me tornando uma pessoa insegura de mim mesma por causa dele.

Caso você tenha se identificado com esse artigo, ou conheça alguém que esteja passando por uma situação parecida, existe uma grande possibilidade de estar em um relacionamento abusivo! Conheça As correntes do abuso e saiba como lidar com isso.

As Correntes do Abuso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *