Pesquisar por

Aceite: Ele não vai mudar

Todo mundo comete deslizes, mas alguns deles afetam nossa vida pessoal e relacionamentos e outros são coisas bobas, perdoáveis, que em alguns dias não serão mais parte de nossas lembranças, sem causar sentimentos fortes. Já os baques mais fortes nos fazem cair, nos fazem desabar e podem desmoronar sentimentos que foram construídos por anos e que, em poucos segundos, as máscaras parecem cair para revelar uma pessoa diferente e que surpreende negativamente as suas expectativas.

A base do relacionamento é a confiança. Quando ela perde-se, não há como reconstruí-la, não tem como juntar todos os pedaços e fingir que nada aconteceu, que tudo não passou de um pesadelo e que a vida pode prosseguir normalmente e que aquela pessoa voltará a ser o príncipe encantado que sempre pareceu ser e não o vilão que causou toda a mágoa, tristeza e raiva.

Empurrar com a barriga não vai funcionar. Os erros e deslizes são perdoáveis, mas praticamente nunca esquecíveis. Aceite: ele não vai mudar. A personalidade dele não será afetada em nada por uma briga ou por uma lágrima que você chegue a derramar. Se acontece uma vez, é possível acontecer outra e mais outra. E por mais que você aceite suas desculpas e ouça todas as mil promessas que são feitas, a vida de casal nunca mais será a mesma.

Desconfianças ganham força. Tornam-se recorrentes. Criam inseguranças e medos. São as grandes consequências de deslizes que podem pendurar por toda uma vida, afetando o bem-estar e a forma que se encara algumas situações.
Perdoar uma pessoa deve vir do coração, caso contrário a mente se encarregará de trazer aquela má recordação todos os dias, afetando sua rotina, incomodando seu relacionamento e fazendo com que você não aja mais como si mesma, que crie barreiras e obstáculos diversos para simplesmente viver de maneira leve e com paz de espírito.

Não adianta colocar todas as fichas em alguém que destroçou seu coração. Não há uma maneira rápida de curar uma ferida aberta apenas com palavras de desculpas. As frustrações sempre acompanharão aquele que crê que ama tanto, que mesmo aos pedaços dá o braço a torcer. Aceita encarar uma situação desconfortável, aceita uma posição de submissão. Aceita conviver com o risco de passar tudo de novo, pelo simples fato de não aceitar que ele não vai mudar.

Existem, sim, segundas chances. Porém nem todas as pessoas as merecem. E acredite, se ele fosse merecedor, você saberia. Você não estaria aos prantos por noites seguidas pensando se é a decisão certa a fazer. Você saberia. Mas não é, o jeitos e trejeitos dele sempre serão esses. As atitudes dele sempre serão as mesmas. Ele jamais deixará de abraçar o mundo somente para segurar a sua mão. Ele, sim, quer a você, mas ele não contenta-se só com você. Ele quer mais e sempre vai querer mais.
Aceite: ele não vai mudar. Ele não vai mudar por você, nem por ele, nem por ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *